sexta-feira, 25 de março de 2011


"Tinha um jeito singular de fechar os olhos quando experimentava emoção bonita, coisa de segundos e coisa imensa. Era como se os olhos quisessem segurar a lindeza do instante um bocadinho, o suficiente para levá-lo até o lugar onde o seu sabor nunca mais poderia ser perdido.

Eu via, olhos do coração abertos, e nunca mais perdi de vista o sabor desse detalhe. Porque quem ama vê miudezas com olhar suficiente pra nunca mais se perderem."


Ana Jácomo
http://anajacomo.blogspot.com/

5 comentários:

ઇ‍ઉ றαscαrαdα ઇ‍ઉ disse...

Perfeito esse trecho de Ana.
Adoro como ela se expressa.

Deixou meu beijo carinhoso em você Ni.

Saudades.

Sotnas disse...

Olá Ni, desejo que tudo esteja bem contigo!
Belo poema da Ana, Um amor que ama e é igualmente amado, vê no que chamam de pequenos detalhes, o sabor que faz ser diferente, o tempero deste amor!
Belas palavras, expressando sentimentos que somente os dotados de um mínimo de sensibilidade sabem como fazê-lo!
A imagem também diz muito!
Desejo a você e todos ao redor felicidades sempre, por seus rastros sempre com belas imagens e textos!
Agradecido pela amizade, abraços e até mais!

Forα Dα Lei disse...

Ni.., eu tinha esse blog(http://seductionbooy.blogspot.com/) recomeçei aquele eu perdi a senha se puder me aceitar novamente e me seguir agradeço.
Beijos com carinho do Sr. Outlaw (antigo caique)

Fran Bitencourt. disse...

E essa sutilezas tem feito parte da minha vida diariamente...
Coisa mais boa de se viver e sentir.
Detalhes sempre fazem toda a diferença, e quem não os percebesse, não é digno de senti-los.
Um beijo e uma boa semaninha.

Amaas: disse...

Olá minha amiga é a primeira vez que passo no seu blog gostei muito ja to seguindo sempre que der voltarei...

Que vc tenha uma otima noite...

Que Deus abênçoe vc e sua familia...

Um grande abraço...