terça-feira, 28 de julho de 2009


"[...]Abro a vida para escrever meus sonhos.
Isso é mais importante que acreditar e mais bonito que ver.

Desta única e intensa maneira,
encontro meus desejos cada vez mais postos a prova.
Diante de mim, dentro da minha prória janela.

Desta maneira eu sou a força
que acalma o medo de ser mais forte que o mundo.

Assim, solenemente, é que eu caço e crio amores.
Errando, provando e sentindo com o umbigo."


Gabriele Fidalgo

2 comentários:

O Profeta disse...

O ultimo sentimento
Perdeu-se no outro lado do espelho
Onde dormem as estrelas?
Talvez sobre a cabeça de um pobre velho

E a Lua de sorriso trocista
Soltou raios de deslumbrante luar
Um amante tece um manto de ternura
Inunda o espaço uma melodia de embalar


Boa semana



Doce beijo

(Carlos Soares) disse...

Que lindo, Ni.
Exalando poesia com intensidade e autenticidade, na frente do espelho, no próprio umbigo, como voce diz.obrigado pelo carinho,viu?bjs